ETA – ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ÁGUA COMPACTA

As Estações de Tratamento de Água projetadas, fornecidas e instaladas pela Biosis, do tipo Compacta, se destinam a potabilização de águas superficiais de rios, córregos, lagoas. Fácil operação e reduzida manutenção são pontos muito fortes nesse equipamento aliado a ótima qualidade da água tratada. Suas fases de processo envolvem: - Dosagem Química - Mistura Hidráulica - Clarificação - Filtração A dosagem química utiliza solução de sulfato de alumínio como aglutinante dos materiais em suspensão; carbonato de sódio (barrilha) para se obter a melhor faixa de pH para a floculação e hipoclorito de sódio como bactericida e oxidante dos teores de ferro, manganês e matéria orgânica. As soluções de sulfato de alumínio e de carbonato de sódio são preparadas em tanques plásticos dotados de misturadores rápido e são aplicadas por bombas dosadoras. A solução de hipoclorito de sódio é aplicada por bomba dosadora diretamente das bombonas. A mistura hidráulica permite a homogeneização das soluções químicas com a água bruta sendo efetuada em equipamento construído em PVC ou PRFV imune a agressões químicas e intempéries. Não possui nenhuma peça móvel e dispensa manutenção. A fase de clarificação composta por floculação e decantação é efetuado no interior de um flocodecantador a pressão, sem peças móveis, em formato cilíndrico vertical com tampo superior abaulado e rebordeado e cone inferior de 45º. Funcionamento pressurizado e manual podendo ser automatizada a descarga periódica do excesso de lodo. A fase final do processo, filtração, remove os sólidos suspensos superiores a 30 microns sendo efetuada em filtro clássico de areia ou filtro de areia Bifluxo que dispensa linha de retorno de água tratada ou por bombas necessárias para a retrolavagem dos filtros clássicos.